Caso não consiga visualizar, acesse http://cecil.unimed.com.br/unimedcomvoce/pordentro2008/050508.htm

05 de maio

   

QUAL É A SUA MARCA PESSOAL?

Qual o seu diferencial com relação às outras pessoas?

DICA DE TEATRO:
O BEM-AMADO

O coronel Odorico Paraguaçu, prefeito da pacata Sucupira, cidadezinha de veraneio do litoral baiano, está de volta.

MUDE DE HÁBITOS PARA
EVITAR O EFEITO SANFONA

A instabilidade de peso é prejudicial à saúde, mas pode acabar com a mudança de rotina.

MÉDICOS DO TRABALHO: INSS ABRE CONSULTA PÚBLICA PARA NOVAS DIRETRIZES

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) abriu consulta pública para discussão do projeto Diretrizes de Apoio à Decisão Médico-Pericial em Ortopedia e Traumatologia.

 

A HEPATITE D SÓ SE MANIFESTA ALIADA AO VÍRUS VHB

No Brasil, a área endêmica da doença, cujos sintomas, prevenção e tratamento são semelhantes a do tipo B, é a Amazônia Ocidental.

UNIMED PORTO ALEGRE INAUGURA
NOVO POSTO DE ATENDIMENTO COM LABORATÓRIO

A Singular gaúcha inaugurou, no dia 9 de abril, mais uma unidade do seu laboratório e loja de atendimento ao cliente. Com 110m², o local servirá como ponto de coleta de exames clínicos, além de emitir autorização de guias para exames e internações e prestar informações gerais para clientes e médicos cooperados.

A nova unidade será base de atendimento para a Zona Norte de Porto Alegre, na Avenida Assis Brasil, 3940.

     

QUAL É A SUA MARCA PESSOAL?

 


Qual o seu diferencial com relação às outras pessoas? Quando alguém diz seu nome o que as pessoas pensam? Mesmo que você nunca tenha pensado nisto como um valor estratégico, é assim que funciona, somos uma marca traduzida pela reunião de nossos talentos e atributos, sejam eles bons ou ruins. Lembre-se que a forma como você fala, trata as pessoas e se veste fazem parte de sua marca. Assim como as empresas, profissionais também precisam construir uma marca que pode abrir portas e ser a chave para o sucesso profissional.


Karen Post, conhecida como Branding Diva, é consultora na área de marcas empresariais e pessoais e fornece, em seu site, alguns conselhos sobre como usar as estratégias dos consultores de marca a seu favor:

1º Estabeleça sua identidade

Qual a tradução de sua essência?
Quais são os seus valores?
O que é marcante em sua personalidade?
Você gosta de tecnologia, de lidar com pessoas?

2º Defina sua posição no mercado

O que seu trabalho representa para o mercado?
Em que área você realmente deseja atuar, com o que se identifica?

3º Escreva sua missão e visão e olhe sempre para ela!

Onde você quer chegar?
O que vai fazer no dia-a-dia para alcançar esse objetivo?

4º Articule sua promessa

Ela é o que você pode dar às pessoas. Um resumo de todos os seus talentos, atributos, competências e sua atitude frente à vida e ao trabalho. Aqui é essencial descobrir como as pessoas vêem você.

5º Divulgue sua marca

Potencialize sua força. Envolva-se em projetos e comunidades em que suas qualidades possam ser bem aproveitadas e difundidas.


Fonte: Portal Unimed
 

 

A HEPATITE D SÓ SE MANIFESTA ALIADA
AO VÍRUS VHB

 

 
No Brasil, a área endêmica da doença, cujos sintomas, prevenção
e tratamento são semelhantes a do tipo B, é a Amazônia Ocidental
 

O VHD é um vírus da família Deltaviridae responsável pela hepatite D ou Delta, definido como defeituoso, por só se manifestar em conjunto com o vírus VHB, causador da doença do tipo B. Isto significa que para uma pessoa desenvolver hepatite D, ela tem de ser portadora do vírus VHB.

 

Estima-se que 5% dos infectados com o B desenvolvem a D. No entanto, assim como os demais tipos, a Delta pode ser assintomática, ou seja, o indivíduo não desenvolve nenhum sintoma. “A hepatite D é uma das mais graves”, aponta o hepatologista cooperado da Unimed-BH, José Laurentys Medeiros.

 

O médico explica que, no Brasil, a enfermidade ocorre principalmente na Amazônia Ocidental, enquanto nas outras regiões do país quase não há incidência. É que de acordo com o Ministério da Saúde, ela oferece condições ambientais, sociais, culturais e aspectos genéticos da população que contribuem para disseminar o VHD.


Como é um vírus imperfeito - necessita estar ligado ao da hepatite B - os sintomas, prevenção e tratamento são similares. Sendo assim, os principais indícios são: febre, falta de apetite, dores no corpo e de cabeça, náuseas, vômitos, cansaço e icterícia. As complicações também se assemelham, tais como o desenvolvimento de cirrose ou câncer no fígado.


A hepatite D pode ser adquirida de duas formas, como explica o especialista. Uma delas é por “co-infecção”, o indivíduo é contagiado pelos dois vírus simultaneamente: VHB e VHD. A outra é a “super infecção”, quando o portador do tipo B contamina-se em regiões endêmicas do vírus D.


Na hora da prevenção, vale também a mesma regra. “A vacina contra a hepatite B, previne a D”, alerta o hepatologista. Outras medidas importantes são: não compartilhar alicates de unha, lâminas de barbear, seringas; e utilizar camisinha.

Fonte: Portal Unimed

 

DICA DE TEATRO:
O BEM-AMADO

 


O coronel Odorico Paraguaçu, prefeito da pacata Sucupira, cidadezinha de veraneio do litoral baiano, está de volta. A celebrada obra de Dias Gomes volta ao palco numa versão contemporânea dirigida por Enrique Diaz e produção artística de Guel Arraes. Com Marco Nanini no papel de Odorico Paraguaçu e a Cia. dos Atores no elenco.


A adaptação de Guel Arraes e Cláudio Paiva preserva a espinha dorsal do original de Dias Gomes, escrito para o teatro em 1962, mas procura fazer jus à evolução de alguns personagens nos derivados da peça para a televisão – a novela, realizada em 1973, e o seriado, que permaneceu no ar de 1980 a 1985.

Temporada: até 27 de julho
Teatro Cultura Artística - Sala Esther Mesquita – São Paulo


Fonte: www.uol.com.br

 

MUDE DE HÁBITOS PARA EVITAR O EFEITO SANFONA

 


A instabilidade de peso é prejudicial à saúde,

mas pode acabar com a mudança de rotina

Disciplina é a palavra-chave para evitar o efeito sanfona. A busca por um corpo saudável ou mais do que isso, escultural, não terá sucesso por meio de dietas milagrosas e com tempo determinado. Eliminar, de vez, a oscilação de peso exige mudanças no estilo de vida.


Os principais motivos que levam uma pessoa a engordar rapidamente o que perdeu, ou ganhar ainda mais peso, estão ligados ao sedentarismo e aos maus hábitos alimentares. A predisposição genética também influencia no excesso de acúmulo de gordura. “Outras causas como distúrbios hormonais podem, ainda, levar à obesidade, mas são menos freqüentes”, explica o endocrinologista Claudinei da Costa, cooperado da Unimed Londrina.
Portanto, quem tem este quadro, precisa modificar a rotina. Fazer exercícios e ter alimentação saudável até emagrecer e depois parar não resolve. As soluções mirabolantes e de rápido resultado são bem sedutoras. Em um mês, perdem-se os odiados quilos a mais, mas ao terminar a dieta, já dá para começar a recuperar tudo o que foi embora.


Tomar remédios sem orientação é outro responsável pelo vai-e-vem na balança. “Dietas pautadas pelo uso de medicamentos e fórmulas ‘milagrosas’, podem levar a um emagrecimento rápido com perda de muitos quilos em pouco tempo, mas não conseguem manter o indivíduo magro por um longo período”, ilustra. Quando o indivíduo termina o tratamento com medicação, associada à volta dos hábitos anteriores, volta a engordar.


As mudanças no corpo afetam também o lado emocional. “Psicologicamente, a imagem corporal obesa num momento, magra em outro, obesa novamente, pode causar uma sensação de fracasso e impotência, piorando a auto-estima”, ressalta o médico. A saúde também é abalada já que o organismo tem pouco tempo para se adaptar à nova forma. “A perda de peso de maneira abrupta causa um grande desequilíbrio cardiovascular e ortopédico”, alerta.


Sendo assim, a melhor forma de prevenir a obesidade e a conseqüente possibilidade do efeito sanfona deveria começar desde a infância. No entanto, para quem já vive esta variação cíclica resta promover uma rigorosa reeducação alimentar somada à atividade física e “menos situações de estresse”, receita o médico.
 

Fonte: Portal Unimed

 

MÉDICOS DO TRABALHO: INSS ABRE CONSULTA PÚBLICA PARA NOVAS DIRETRIZES

 


O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) abriu consulta pública para discussão do projeto Diretrizes de Apoio à Decisão Médico-Pericial em Ortopedia e Traumatologia, que está disponível na página do Ministério da Previdência Social (www.previdencia.gov.br).


Além das doenças do sistema osteomuscular, o documento faz referência ao tempo em que a pessoa pode precisar para se recuperar. A norma relaciona os agravos listados no Capítulo 19 da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), como lesões, envenenamentos e algumas outras conseqüências de causas externas.


As novas diretrizes têm o objetivo de apoiar o perito médico durante a avaliação dos pedidos de auxílio-doença, uniformizar os procedimentos e melhorar a qualidade da perícia médica.

 

 

Por Dentro é um boletim eletrônico direcionado aos clientes da Central Nacional Unimed editado pela equipe de Marketing e Comunicação. Jornalista responsável: Mariana de Castro Botega (MTb 39.557). Diagramação: Aline do Carmo Ferreira da Silva.

Caso você não queira mais receber este boletim, envie-nos um e-mail colocando no assunto "não quero mais receber".
 

www.centralnacionalunimed.com.br 
Fale conosco